Lázaro de Carvalho

169 – O tempo de um guerreiro

In Artigos on 17 de agosto de 2012 at 0:31

Um guerreiro sabe que o seu tempo está sempre se extinguindo, por isso usa todos os recursos à sua volta com parcimônia. Sabe que cada atitude representa a última batalha na Terra, portanto, faz de cada uma delas um alvará de soltura, com passaporte a outras dimensões. A qualquer momento as fronteiras da Primeira Atenção irão se dissolver naquilo que sempre foram e a agonia novamente tomar conta de todo o ser. A isso ele chama quebra da continuidade, com consequências pouco presumíveis. Acredito que poucas são as pessoas que estão preparadas para enfrentar com naturalidade um choque dessa natureza. É preciso usar com sabedoria todos os recursos disponíveis, na tentativa de amenizar ao máximo o confronto inadiável entre o imaginário e o real. É inevitável que tal confronto venha a ocorrer, mesmo que para isso tenhamos de viver trezentas mil vidas.

A ESCOLA diz que todos nós, mais cedo ou mais tarde temos que passar pela mesma agonia. Podemos adiar ao máximo o conflito, mas não podemos evitar. Entenda que a consciência é um espaço infinito de exploração e possibilidades. Diria que mergulhar no desconhecido não depende de escolha pessoal, sendo mais um impulso, um empurrão do acaso, do que qualquer atitude consciente e previamente pensada. A diferença é que o guerreiro, por ter perdido a forma humana e não estar mais sob a doutrina do eu, coloca-se à disposição. O guerreiro aceita todos os riscos, não se esquiva, nem foge ao desconhecido. Ele sabe que o despertar da consciência é o bem maior na vida de todo ser humano.

O Tratado do Lobo e o Cordeiro é uma viagem, que usa a consciência como elemento fundamental para se transportar além da prisão do cotidiano. Diria que no dia a dia tudo tende a fixar seus limites a um pequeno raio de ação chamado rotina. Não podemos ir além do seu raio de ação, pois não temos os veículos necessários a isso. Estamos limitados pela cultura, tradição, religião, sistemas filosóficos, doutrinas e ismos. Atente para o que vamos lhe dizer: “Por meio da consciência, batedores de todo o universo vêm até nós. E por meio da consciência um Homem de Conhecimento vai aos confins do universo”. Para a ESCOLA a consciência é um elemento energético que  permite viajar através dele. A nossa limitação só permite perceber os elementos físicos, porque fomos condicionados a isso por meio da identificação. Mas o físico é imaginário, o corpo é imaginário e limitado, mas o corpo energético é real e ilimitado.

Como dissemos, o Tratado do Lobo e o Cordeiro é uma viagem. Mas existem formas diferenciadas de se colocar à disposição. Na primeira o Tratado o pega e leva para onde assim determinar, mas para isso você tem que ter um Centro Magnético compatível com ele. Na segunda você o leva pelas mãos e o direciona segundo sua própria vontade, mas precisa embarcar com consciência total de si mesmo e isso exige disciplina e esforço. Quando lidamos com questões que dizem respeito ao corpo energético precisamos estar atentos, pois se trata de uma travessia vital e perigosa. O universo não lhe dá nenhum poder sem uma cobrança paralela. É como uma promissória assinada em branco, mas com um diferencial: O credor é justo e responde pelo nome de Lobo.

Muita atenção a isso. Sozinho você não tem energia suficiente para romper as fronteiras do desconhecido. Parece um paradoxo, pois a ESCOLA diz que só a coragem de ser só permite ir além. Não obstante, a própria Igreja diz que toda salvação é individual. Mas quando assim fala está se referindo às formas sutis de identificação e à necessidade de superá-las. Por isso o valor da família é inquestionável no universo Cristão. Pai, mãe e filhos são Três Forças. Um homem sozinho não vai a lugar algum. Mas um homem, mais o Lobo e o Cordeiro pode ir aos confins do universo. Família é a união do pai, mãe (Lobo) e filho (Cordeiro). Por isso o papel da mulher é relevante dentro da ESCOLA, ela é o aspecto feminino de Gaia, seu instinto, sangue e vida. Manter indenes o Lobo e o Cordeiro tem o significado de amar e respeitar a sua esposa e filhos, tanto quanto a esposa e filhos do seu próximo. Todo filho por analogia é o próprio Cordeiro, por isso a máxima de Jesus: “Tudo aquilo que fizeres ao menor destes pequeninos é a mim que o faz”.

Todo o Tratado é um convite a romper as linhas paralelas entre os mundos e ir além. Mas aqui fazemos uso da consciência tanto orgânica, quanto inorgânica, e o processo ocorre no agora. Um instante de tempo é tudo que temos, mas tempo é um referencial de espaço/tempo, ou seja, Lobo e Cordeiro.  Um instante de consciência nos transporta além do espaço tridimensional, sendo assim o tempo deixa de existir, tornando-se assim eternidade. Todo poder que o mundo cotidiano exerce sobre nós deve-se ao fato de estarmos imobilizados, identificados, com nossos afazeres habituais. Entenda que você pode afrouxar um parafuso, usando apenas o Centro motor, ou pode fazê-lo usando além do Centro Motor, o Intelectual e o Emocional.  Nossa percepção do mundo tornou-se tão caótica, que preferimos os círculos fechados, onde nos sentimos seguros, a qualquer possibilidade de ir além. Se quisermos ir além, precisamos afastar o medo, ou seja, a identidade oportunista do eu.

Outro fator importante no tempo de um guerreiro é que ele sabe que ao tempo normal deve somar, em forma de energia, o tempo dos seres inorgânicos. Deve colocá-los ao seu serviço, sem com isso utilizar nenhum tipo de persuasão. A ideia é retirar deles energia complementar, sem ceder a nenhum comando ou exercer qualquer tipo de domínio, além daquele que lhe foi concebido pelo despertar da consciência. Lembrando mais uma vez que consciência é energia, que por si mesma pode atrair outro tipo de energia e a integrar à vontade. Nossa energia pode ser usada para entrar no campo energético da matéria inanimada, ou de outros seres vivos. Se estivermos em estrita comunhão com o Lobo e o Cordeiro que foram confiados à nossa guarda tudo se torna possível.

Outro ponto fundamental é saber que a energia necessária para mover a consciência do ponto fixo em que se encontra vem do mundo dos seres inorgânicos. É um milagre ver que nossas atitudes refletem muito além do tempo cronológico e reverberam em respostas emocionais vindas daquele mundo. São as respostas de nossos antepassados às atitudes que tomamos hoje que libertam tanto a nós quanto a eles.  Uma atitude consciente pode romper elos em cadeias distantes. Este é um conhecimento muito além dos referenciais atuais de salvação, céu e inferno.

O tempo de um guerreiro não é movido por interesses circunstanciais. Ele sabe que o despertar da consciência é o bem maior de um homem em busca do milagroso. Tempo real é feito de atitudes precisas, no tempo certo, no lugar certo, com liquidez absoluta de valores reais. O tempo de um guerreiro não deixa marcas, simplesmente por não existir num universo de três dimensões, por isso um guerreiro passa sempre despercebido. O tempo de um guerreiro não retarda nenhum processo, não condiciona, não identifica, nem cria falsas perspectivas. É um eterno fluir, um rio caudaloso, livre, silencioso a caminho do mar. O guerreiro é aquele que harmonizou em si o Lobo e o Cordeiro, por isso caminha livre dos extremos. Nada tem a provar a si mesmo, nem a ninguém, enquanto o seu ser é livre para viajar estrelas. Não é reativo, não julga, não interfere por saber que todo processo é natural. O guerreiro é um ente mágico, pois viaja por diversos mundos sem nunca perder o contato com o agora. Tanto faz se a consciência é orgânica ou inorgânica, ele a traduz em benefícios para si mesmo e para o outro. Com isso possui aliados em diversas esferas dos mais diversos mundos.

Consciência é luz. Tempo é luz, respiração, eternidade. Existe um tempo para o batimento cardíaco da Terra e este tempo está em harmonia com todo o cosmo. Respirar em uníssono com ele é despertar para um novo estado de consciência.

Que assim seja!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: